O presidente Jair Bolsonaro, os filhos dele e também ministros do governo Federal foram filiados nesta terça-feira (02) ao Partido dos Trabalhadores. A filiação aconteceu após hackeres divulgarem na Internet os dados pessoais do presidente, sua família e dos ministros.

Na página do PT na Internet era possível confirmar a filiação de Bolsonaro.

Ainda não há informações sobre quem vazou os dados pessoais, tampouco quem fez as filiações. A Polícia Federal está investigando o caso, caracterizado como Crime de Segurança Nacional por conter informações pessoais do presidente.

Ao ser informado sobre a filiação do presidente e ministros, o Partido dos Trabalhadores divulgou nota esclarecendo que já cancelou as filiações.

Empresários e outros políticos também tiveram os dados pessoais divulgados por hackeres. É o caso do dono da rede de lojas Havan, Luciano Hang. Ele teve os números do RG, CPF, Título de Eleitor e data de nascimento expostos na Internet.

No caso dos políticos, os hackeres divulgaram também informações como salário, bens, endereço, dívidas registradas e pendências com a justiça criminal.