Alteração na bandeirada começa a valer no próximo dia 16; expectativa do governo é chegar até 20% de economia nos lares brasileiros.

A bandeira verde na tarifa de energia, sem custo adicional começa a valer no próximo dia 16. Sem a bandeira extra que adicionou uma taxa de R$ 14,20 a cada 100 KWh consumidos, a expectativa do ministro da Economia, Paulo Guedes, é de queda de 18% já na próxima conta de luz. Segundo ele, a ação de mudança de bandeira foi realizada sem canetada do governo federal e sem colocar as empresas de energia em risco. “Quebraram as empresas no passado. O consumidor hoje paga uma conta de energia elétrica muito alta, e o presidente sabe que agora, já anunciou, que a tarifa deve cair 18%, a conta de luz, no mês que vem, sem canetada, sem botar em risco as empresas. Ao contrário. Teve gente que passou por lá e quebrou essas empresas. Agora é o contrário”, disse Guedes.

O governo espera uma redução de até 20% nas contas com o fim da bandeira de escassez hídrica, em vigor desde o ano passado para conter os efeitos da pior seca em 91 anos. A mudança foi antecipada em duas semanas, já que estava prevista para o final de abril. O motivo para a antecipação seria a recuperação da saúde das empresas do setor elétrico e dos níveis dos reservatórios das usinas hidrelétricas. Com isso, o governo federal diz que não há risco de faltar energia para o país.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: JP Notícias