Com o aumento, gastos públicos com esses servidores devem totalizar R$ 5,1 bilhões.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu em ofício a inclusão do reajuste salarial de policias no Orçamento de 2022, o que significa um total de R$ 2,8 bilhões para o ano que vem, com reestruturação de carreiras da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e do Departamento Penitenciário Nacional. Com isso, o gasto público com servidores dessas carreiras totalizará R$ 5,1 bilhões. A reserva seria uma decisão do presidente Jair Bolsonaro. A mudança na carreira dos policiais deverá respeitar o teto de gastos e da responsabilidade fiscal. Os recursos devem ser utilizados em despesas primárias e despesas financeiras, que não se sujeitam ao teto e servirão para bancar a contribuição da União ao regime previdenciário dos servidores. O ofício de Guedes foi enviado ao deputado Hugo Legal, que é o relator do Orçamento. A votação deve acontecer na próxima semana, segundo Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados.

Fonte: JP Notícias