O Governo do Amazonas, por meio da Fundação Estadual do Índio (FEI), juntamente com o procurador-chefe do Meio Ambiente, Daniel Viegas, da Procuradoria-Geral do Estado (PGE-AM), irá participar, na manhã desta sexta-feira (21/05), do Conselho Indígena Mura (CIM), no município de Autazes (distante 113 quilômetros de Manaus). Durante o evento, as lideranças definirão propostas de regularização de terras naquela região.

De acordo com o diretor-presidente da FEI, Edivaldo Munduruku, a reunião tem como objetivo fortalecer o diálogo entre o Estado e o povo Mura de Autazes.

“A reunião terá uma apresentação de inúmeras propostas que servirão para a melhoria de vida dos povos que vivem naquela região. A fundação intermediará a reunião em conjunto, assim poderemos alcançar resultados positivos que irão fortalecer a participação social na gestão das políticas públicas”, disse.

A FEI participou, no período de 12 a 14 de maio, da assembleia eletiva da Organização de Lideranças Indígenas Mura de Careiro da Várzea (OLIMCV), em Careiro da Várzea (a 25 quilômetros da capital). O encontro, na aldeia Mura Tukumã, reuniu caciques e lideranças indígenas para debater com a FEI diversos projetos, entre eles os planos turísticos e o manejo de pesca das aldeias Boa Vista e Jacaré, que a área abrange. Além disso, a Fundação contribuiu com a aldeia doando alimentos perecíveis.

Regularização de terras – No CIM, o titular da Procuradoria do Meio Ambiente (PMA), Daniel Viegas, e o presidente do Conselho Indígena Mura, José Claudio Mura, irão se reunir com os membros do Conselho para apresentar a proposta do planejamento detalhado sobre a regularização da Concessão de Direito Real de Uso (CDRU) de terras naquele município.

FOTO: Divulgação/FEI