Valor é válido para viagens de avião ou navio e exclui aquisições feitas por quem atravessa fronteiras terrestres, cujo limite segue de US$ 500.

O governo federal elevou a cota para compras no exterior trazidas em bagagens. O aumento no limite passou a vigorar no dia 1 de janeiro. A elevação de US$ 500 para US$ 1 mil vale para compras de mercadorias livres de tributos feitas por brasileiros em países estrangeiros feitas em viagens de avião ou navio. Já para free shop a cota continua sendo de US$ 1 mil, valor atualizado em janeiro de 2020. A norma consta em portaria divulgada no Diário oficial da União no dia 31 de dezembro. A situação permanece a mesma, de US$ 500, no caso se quem atravessa fronteiras terrestres, além de rios e lagos. Com esses limites, os compradores são livres do imposto de importação, do imposto sobre produtos industrializados (IPI) e o recolhimento de Pis, Pasep e Cofins de importação.

Fonte: JP Notícias