Presidente sobrevoou a região afetada pelas fortes chuvas no domingo; mais de 50 municípios já decretaram situação de emergência.

O governador Rui Costa criticou a ida do presidente Jair Bolsonaro à Bahia para sobrevoar áreas atingidas pelas fortes chuvas. Segundo ele, o que seria uma oportunidade para ajudar milhares de desabrigados pelos temporais virou uma “viagem para fazer carreata política”. “O presidente não veio aqui prestar solidariedade ao povo baiano, ajudar o povo baiano. O que ele veio fazer foi um ato político. Depois de sobrevoar ele foi fazer uma carreata com seus apoiadores. Ele reuniu militantes de várias cidades, colocou todo mundo em Itamaraju e resolveu fazer uma carreata com 40, 50 carros. Ele estava em cima de uma caminhonete fazendo ato político”, afirmou, completando que o presidente foi conivente com as agressões que jornalistas sofreram de equipes de seguranças do Planalto.

“É lamentável isso, é por isso que ele tem quase 80% de rejeição na Bahia. No Brasil mais de 70%, porque o povo já se convenceu que, infelizmente, ele não sabe governar, não sabe ser solidário, não sabe ter nenhuma empatia com o povo que mais precisa. As atitudes são sempre de agressão e violenta que ele e seus seguidores fanáticos fazem”, acrescentou. Jair Bolsonaro sobrevoou áreas atingidas pelas fortes chuvas, que provocaram mortes e deixaram centenas de feridos e milhares de desabrigados. Mais de 50 municípios baianos decretaram situação de emergência. Por meio de nota, o governo federal afirmou que está atuando para ajudar os desabrigados.

Fonte: JP Notícias