Repasses financeiros emergenciais totalizam R$ 1.859.969,36 e são destinados para a manutenção de atividades das OSCs.

O governador Wilson Lima, por meio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), liberou, nessa quarta-feira (30/12), junto à Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), recursos financeiros emergenciais que totalizam R$ 1.859.969,36 para 18 Organizações da Sociedade Civil (OSCs) que trabalham com Pessoas com Deficiência (PcDs) no Amazonas.

Os valores são destinados para a aquisição de materiais de expediente, para alimentação, além de serviços de pessoa jurídica, contratação de equipe técnica, para execução de atividades socioassistenciais, entre outros.

Segundo o secretário titular da Sejusc, William Abreu, os recursos foram liberados após um esforço conjunto do Governo do Amazonas, por meio da equipe técnica da secretaria, e de um indicativo da deputada estadual Joana Darc.

“A inclusão é uma das prioridades da gestão do governador Wilson Lima. A liberação desses recursos representa mais um avanço na política voltada ao público PcD do Amazonas. Tenho certeza de que esses valores irão ajudar na continuidade dos trabalhos desenvolvidos por essas associações”, disse.

A secretária executiva da Pessoa com Deficiência da Sejusc, Lêda Maia, destacou que o Governo do Amazonas busca ajudar as instituições para que elas possam manter e ampliar o número de atendimentos, tornando-se uma extensão dos serviços executados para esse público no Estado.

“Elas acabam sendo um braço de apoio nosso. Por isso, nada mais justo que fortalecer esse trabalho com recursos, porque sabemos que, mesmo com a pandemia, seguindo todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde, não deixaram de trabalhar. O PcD necessita de um amparo constante. Esse recurso é muito bem-vindo, principalmente neste final de ano. E, desde já, estamos esperançosos e ansiosos para o edital de 2021, no qual o Governo conseguirá ajudar ainda mais instituições que prestam esse tipo de apoio”, afirmou a secretária.

Repasses – As OSCs beneficiadas foram Associação dos Deficientes Físicos do Município de Itapiranga (Ademi), com R$ 101.248,00; Associação dos Deficientes Visuais do Amazonas, com R$ 91.247,66; Federação das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais do Estado do Amazonas, com R$ 81.248,00; Coordenação Estadual Movimento Reintegração Pessoas Atingidas pela Hanseníase, com R$ 81.253,70; Associação Pestalozzi da Cidade de Nova Olinda do Norte (Apnon), com R$ 121.248,00; Associação Pestalozzi de Manaus, com R$ 116.248,00; Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Iranduba, com R$ 101.248,00; Associação Pestalozzi de Coari, com R$ 96.248,00; Associação dos Deficientes Intelectuais do Amazonas (Adiam), com R$ 86.248,00; Associação Pestalozzi de Boa Vista do Ramos, com R$ 113.748,00; Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) Itacoatiara, com R$ 131.248,00; Congregação das Irmãs Salesianas dos Sagrados Corações, com R$ 116.248,00; Instituto Autismo no Amazonas, com R$ 131.248,00; Associação Pestalozzi da Cidade de Manaquiri, com R$ 121.248,00; Associação Pestalozzi de Parintins, com R$ 96.248,00; Associação de Apoio Lar Vitórias, com R$ 81.248,00; Associação dos Deficientes Físicos de Itacoatiara, com R$ 86.248,00; e Instituto Silvério de Almeida Tundis (Isat), com R$ 106.248,00.

FOTOS: Divulgação/Sejusc