Todas as atividades, exceto serviços essenciais para a vida, também estarão proibidas de abrir. Capital enfrenta colapso no sistema de saúde por conta de novo surto da Covid-19.

O governador Wilson Lima anunciou, nesta quinta-feira (14), um decreto que proíbe a circulação de pessoas em Manaus entre 19h e 6h. Todas as atividades, exceto serviços essenciais para a vida, também estarão proibidos de abrir. A medida deve valer a partir da publicação do decreto, prevista ainda para esta quinta.

A capital amazonense enfrenta um colapso no sistema de saúde por conta do avanço dos casos de Covid-19, e sofre com hospitais e cemitérios lotados, além de falta de oxigênio nas unidade. Até esta quarta (13), mais de 5,8 mil morreram com Covid no estado.

COLAPSO: Com pacientes do lado de fora, SPA do Alvorada fecha as portas após atingir capacidade de atendimento

PANDEMIA: Justiça Federal suspende provas do Enem no Amazonas

De acordo com Wilson Lima, dentre as novas medidas de restrição contra a Covid, estão:

suspensão do transporte coletivo de passageiros entre rodovias e rios do estado;

fechamento de todas as atividades e circulação de pessoas entre 19h e 6h;

farmácias devem funcionar, entre 19h e 6h, por delivery ou sob demanda;

circulação de pessoas só será permitida, entre 19h e 6h, para quem trabalha em áreas estratégicas: saúde, segurança pública, imprensa.

Ainda segundo governador, o Estado estrou com uma ação na Justiça para que a empresa fornecedora de oxigênio garanta o abastecimento nas unidades de saúde em quantidade suficiente para atender a todos.

Fonte: G 1 Am