A jornalista Érika Passos gerou repercussão em vários portais de notícias após divulgar que foi vítima de um golpe do WhatsApp, onde bandidos teclaram com a sua irmã pedindo uma transferência bancária em nome da jornalista.

Depois que o golpe virou notícia, os bandidos mudaram a foto de Érika e tentaram enganar alguém ligado ao cerimonialista do governo, Daniel Costa, que rapidamente soube da repercussão do seu nome e entrou em contato com a jornalista .

Daniel Costa, cerimonialista

Os bandidos, que provavelmente acompanham as redes sociais dela, pois usaram uma foto de lá para colocar no WhatsApp, encontraram outra vítima, após a manifestação de Daniel. Dessa vez um dentista identificado como Gustavo Pires. Veja:

Através de suas redes sociais, Érika tem conseguido identificar todas as vítimas e avisá-los a tempo de impedir o golpe, o que tem dificultado a ação dos criminosos.

As pergunta que não quer calar: Quantas pessoas terão prejuízos financeiros já que ninguém consegue parar os bandidos que, além de estelionatários, ainda xingam as vítimas com palavras de baixo calão quando são descobertos?

Abaixo, o áudio deles respondendo a irmã de Érika Passos. Quando ela descobriu que tratava-se de um golpe, mandou que eles trabalhassem e falou que acionaria a polícia:

 

Até o fechamento dessa reportagem, os estelionatários trocaram a foto de Gustavo Pires e usaram de uma arquiteta: