A Central Integrada de Fiscalização (CIF) fechou três festas, sendo uma clandestina, com mais de mil pessoas, durante vistoria na noite de sábado (28/11) na capital amazonense. Durante as ações, foram fiscalizados oito estabelecimentos, incluindo bares próximos à praça da saudade, no Centro.

Conforme a polícia, o evento “Boteco do Boi”, que acontecia no Atlético Rio Negro Clube, foi fechado. Os proprietários foram autuados pelos agentes da Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) por aglomeração e também por realizar evento em período proibido de atividades. O evento foi ainda notificado pelo Corpo de Bombeiros por não apresentar documentos tipo AVCB.

 De acordo com o comandante da operação, major Marco Gama, outro evento no Olímpico Clube foi fechado por aglomeração e por funcionamento em período proibido. São irregularidades passíveis de multa. “Os locais estavam descumprindo o decreto e atentando contra a saúde, são festas que foram fechadas e notificadas”, informou.

Ainda segundo o major, na festa clandestina “Sunset”, realizada no haras Bom Sucesso, ramal do Bahia, zona oeste, foram flagradas mais de mil pessoas aglomeradas. O organizador da festa foi autuado pela Visa Manaus por realizar evento que está suspenso e causar aglomeração.

“O proprietário foi conduzido ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de desobediência, e vai responder na justiça”, disse Gama.

Conteúdo: Imagens da Central Integrada de Fiscalização em fiscalização na Lei Seca.

Crédito: Carlos Soares/SSP-AM

 

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM): Tabajara Moreno (3652-2022, 99210-8956 e 99191-8322) e Jhemisson Marinho (98274-1234). E-mail: [email protected]