A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), passa a restringir a um acompanhante por paciente o número de pessoas autorizadas a adentrarem as dependências do hospital, a partir da próxima segunda-feira (05/10).

As medidas são adotadas visando a segurança de pacientes, acompanhantes e profissionais de saúde que passam pela unidade de saúde todos os dias, considerando a tendência de aumento no número de casos de Covid-19 no estado do Amazonas.

“Estamos adotando estas medidas, assim como fizemos no início da pandemia de Covid-19, com o objetivo tão somente de preservar a segurança dos nossos pacientes e servidores. Pacientes com câncer precisam ter um cuidado maior com a saúde, visto que muitos têm a imunidade baixa. Então é necessário evitar aglomerações e usar constantemente a máscara. Pedimos a compreensão e colaboração de todos”, afirma o diretor-presidente da FCecon, mastologista Gerson Mourão.

A Fundação está afixando nas entradas da unidade banners informativos para que a população tenha conhecimento sobre as novas regras para adentrar o hospital. Os servidores da instituição também estão dando orientações.

Consultas – O número de consultas permanece, desde 15 de junho, em 16 pacientes por especialista, diariamente. Este já era o número de pacientes agendados atendidos anteriormente à pandemia do novo coronavírus.

A orientação aos pacientes é que cheguem até a FCecon apenas 15 minutos antes do horário marcado para a consulta, a fim de não aglomerar o salão principal do Ambulatório. O paciente também deve vir acompanhado somente de uma pessoa seja para consultas, exames, quimioterapia, radioterapia, internação para cirurgia e demais serviços.

As medidas, adotadas a partir de segunda-feira (05/10), foram definidas pela equipe multiprofissional da FCecon, pelo Núcleo de Segurança do Paciente (NPS) e pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) da unidade.

FOTOS: Rhyvia Araújo/FCecon