Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro promoveram um ato em uma “motoata”, no Rio de Janeiro, nesse domingo (23/5).

Fátima Bernardes criticou a aglomeração promovida por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro no último domingo (23/5), no Rio de Janeiro. Assim como Tatá Werneck, a jornalista usou as redes sociais para externar sua indignação sobre o episódio.

Na manhã de ontem, milhares de pessoas se reuniram em uma “motoata” na Zona Oeste e na Zona Sul da capital fluminense. O ato contou, inclusive, com a presença do próprio presidente Jair Bolsonaro e de outras autoridades políticas.

A apresentadora do Encontro usou uma foto onde Bolsonaro aparece sem máscara acenando para o público durante o passeio de moto no evento. Na publicação, ela se mostrou solidária às famílias que perderam alguém para a Covid-19 e questionou quais seriam os motivos para comemoração diante da pandemia que assola o país.

“Essa postagem não é partidária. É solidária. Meu carinho e meu respeito à dor de quase quinhentas mil famílias que perderam seus amores nessa pandemia. Vocês não estão sozinhos”, começou.

“Hoje, diante dessa manifestação festiva que aconteceu o Rio de Janeiro, a minha cidade, são muitas pessoas – como eu – sem entender o motivo da comemoração, a falta de empatia”, disparou Fátima.

A jornalista lamentou a situação: “São muitos os que estão perplexos, tristes e até com vergonha. A falta de humanidade também dói e também mata”.

https://www.instagram.com/p/CPPQtshheqU/?utm_source=ig_embed&ig_rid=80dc017d-d5df-4189-92a8-763900d39138&ig_mid=2D0C5150-D02B-4CBD-B9DC-8A39CFA7F88D

Fonte: Metrópoles