A falta de engajamento da população do Amazonas às medidas de isolamento social pode levar o Governo do Estado a decretar um “lockdown”, ou seja, uma quarentena geral onde todas as atividades são paralisadas.

A ideia foi cogitada pelo governador Wilson Lima durante uma transmissão ao vivo para as redes sociais na tarde de domingo (12).

O governador disse que não quer tomar tais medidas, porém se a população não cumprir o isolamento, o governo terá que tomar medidas extremas para conter o avanço do coronavírus.

Wilson voltou a pedir às pessoas que fiquem em casa e evitem aglomerações como as vistas em Manaus e no interior, ondem milhares de pessoas foram receber o auxílio de R$ 600 pago pelo governo Federal.

Caso o isolamento não seja cumprido, chegará o momento que o governo terá que baixar um decreto estabelecendo um lockdown, que é quando fecha tudo, afirmou Wilson Lima.

Segundo os órgãos de Saúde que monitoram o avanço do coronavírus, o pico da pandemia no Amazonas, que estava previsto para acontecer no mês de maio, está antecipado, gerando uma corrida de pacientes para hospitais e prontos-socorros na capital e interior.

Na Itália, devido à explosão de casos do Covid-19, o governo foi obrigado a decretar lockdown em várias cidades. A quarentena geral está sendo cumprida com apoio da polícia, que pode multar e prender pessoas que desrespeitam o toque de recolher.