Vitória Tury, de 18 anos, foi aprovada em uma universidade do Texas e família está rifando carro e moto para ajudar no salto rumo aos EUA.


O sonho de estudar fora do país é comum entre adolescente do ensino médio, mas há quem vai além e decide tirar o sonho do papel e encarar o Ensino Superior longe da terra natal.

Vitória Tury, de 18 anos, estudante do Colégio Militar da Polícia Militar (CMPM IV) decidiu utilizar o conhecimento em inglês e tentou uma vaga em universidades dos EUA durante o ano de 2019. Ela foi aprovada na Universidade Batista de Dallas, no Texas (EUA), e decidiu criar uma vaquinha online para arrecadar recursos que financiem a viagem e a estadia inicial na universidade.

“O que antes para mim era impossível se tornou um sonho possível e felizmente eu consegui concretizar parte dele. Agora eu preciso de ajuda para realizá-lo totalmente, e encarar isso as vezes é difícil mas saber que tenho minha família e Deus do meu lado me faz não desistir”, conta a estudante. 

Vitória e os pais também decidiram rifar o carro da família para ajudar com os custos que, em valores atuais, representam R$ 293 mil. “Desde o ano passado quando decidir que ia aplicar para uma universidade nos EUA eu já sabia que não seria fácil, e foi justo em um momento de instabilidade financeira pois meus pais perderam o emprego quando íamos iniciar o processo de aplicação”.

A confirmação de que a estudante havia sido aceita na universidade foi recebida com alegria, mas também com preocupação. O prazo inicial era de que os estudos iniciassem ainda em agosto deste ano. Após contato com a universidade, a direção decidiu adiar para janeiro de 2021.

“Eu não vou deixar de tentar realizar meu sonho, por isto estou constantemente em busca de ajuda principalmente pelo fato de que no futuro tentarei recompensar toda essa ajuda de certa forma, seja honrando meus pais ou orgulhando meu estado que estou indo representar lá fora. Significa muito pra mim poder ir pra fora do meu país, voltar com mais conhecimento e poder fazer diferença entre as pessoas que precisam de mim”.

Para ajudar Vitória a concluir este salto, basta clicar aqui para saber mais sobre como contribuir na vakinha online.

Fonte: A crítica