A covid-19 trouxe várias consequências para nossa saúde, de origem chinesa o vírus asiático provocou uma série de problemas que vão desde aumento na ansiedade, transtornos psicológicos, dificuldades para respirar ou grande excesso de fadiga nos pacientes com o estado mais grave.

As pessoas afetadas por essa doença apresentam dificuldade para realizar tarefas cotidianas como andar, trabalhar ou mesmo trocar de roupa. Segundo uma pesquisa na Suíça realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou que a falta de ar é um dos principais motivos que levam as pessoas com covid-19 a procurar auxílio emergencial. Mesmo com a recuperação, muitos pacientes apresentam sequelas neurológicas e neurológicas com falta de olfato, problemas pulmonares. Para que possamos voltar a realizar nossas atividades diárias é necessário fazer fisioterapia e exercícios práticos que ajudam a melhorar o funcionamento do nosso corpo.

O fisioterapeuta Rainer Figueiredo, afirma que por ser uma doença existente em nossa sociedade, a covid-19 ainda não pode chegar a ser erradicada, mas há comprovações médicas que mostram que os exercícios terapêuticos ajudam a melhorar o estado de saúde dos pacientes que tiveram problemas pulmonares.

“O que a gente sabe é que há uma melhora significativa de mais de 90% dos casos, destas condições pulmonares através do condicionamento que é o exercício físico, que são fáceis de serem realizados e que vão melhorar o condicionamento físico deles,” explicou o especialista.

Ele explica que os exercícios geralmente são práticos, rápidos e qualquer um pode fazer em casa, basta ter muita disposição e calma. Uma caminhada leve associada com respiração puxando o ar pelo nariz e soltando pela boca, em um período de 10 a 20 minutos por dia, pode ser um grande aliado no fortalecimento da musculatura pulmonar. Outro exercício que pode ser fundamental na recuperação do controle da respiração é a pessoa usar uma cadeira e senta-se nela puxando o ar pela boca e soltando pelo nariz como se estivesse apagando uma vela no período de 10 minutos, conta o fisioterapeuta.

O terceiro exercício que o paciente pode fazer é sentar-se em uma cadeira e elevar um de seus braços quando inspirar o ar pelo nariz elevando-o até altura do ombro. “Ao inserir o ar ele pode baixar o seu braço soltando o ar de forma lenta. Assim como os anteriores, essa técnica pode ser realizada durante 10 a 20 minutos em séries de três”, explica Ráiner.

O bem estar faz parte de nossa vida, estar bem consigo mesmo é estar de bem com a vida, por isso é importante destacar que para a realização de exercícios físicos é necessário à procura de um médico especializado que irá encaminhá-lo para profissional da fisioterapia para realizá-la desse plano de tratamento.

“Atividade física é essencial para que o nosso corpo tenha um condicionamento de forma harmônica e a alimentação é fundamental para que tenhamos uma saúde bem saudável”, finalizou o especialista.

Fotos: Arquivo Pessoal