As escolas e universidades da rede particular de Manaus vão retomar as aulas presenciais no próximo dia 6 de julho. É o que garante o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Amazonas (Sinep), que segue o Plano de Reabertura Gradual das Atividades do Estado, elaborado pelo governo do Amazonas.

Para dar certo, o retorno é cercado de medidas de segurança para evitar que o coronavírus contamine estudantes e profissionais da educação. Entre as medidas está a divisão das turmas, que terão revezamento de dias e horários.

Caberá às escolas criar um plano para divisão dos estudantes e, dessa forma, evitar aglomerações. Os alunos que não participarem das aulas presenciais serão obrigados a acompanhar as atividades no ambiente virtual ou por meio de videoconferência.

De acordo com o Sinep, 95% das escolas particulares de Manaus confirmaram que vão retornar às aulas no dia 6 de julho.

Todos os estudantes nas salas de aula terão que usar máscaras de proteção. As escolas terão que instalar mais pias para lavagem de mãos, além de recipientes com álcool em gel nos corredores.

Também haverá mais cuidado com a limpeza de catracas, maçanetas, elevadores e corrimãos, entre outros locais onde o coronavírus pode se instalar.

Uma Central de Atendimento à Saúde será criada na próxima semana para monitorar casos de suspeitos de coronavírus nas unidades educacionais.

Quanto às escolas da rede pública em Manaus, as aulas permanecem suspensas até o início de agosto.