Padrasto confessou à polícia ter atirado, acidentalmente, contra criança. Família da mãe acredita que disparo foi proposital.

 

Uma criança de três anos morreu, na noite desta segunda-feira (20), após ser baleada em um sítio, no Ramal do Vegetal, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus. Segundo a polícia, o padrasto da menina foi preso após confessar ter atirado acidentalmente contra a criança. A família da mãe da vítima acredita que o tiro foi proposital.

De acordo com a 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), os policiais militares foram acionados por volta de 14h30, informados que uma criança foi baleada em um sítio. Quando chegaram no local, o padrasto da menina se entregou e disse ter atirado contra ela.

O padrasto disse aos policiais que a menina estava brincando no local quando ele disparou, acidentalmente, uma espingarda caseira, calibre 32, e atingiu a criança.

Após o ocorrido, o avô da criança, que também estava no sítio, levou a menina para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Campos Sales, onde ela recebeu os primeiros atendimentos médicos. Ela foi transferida para o Hospital da Criança, na Zona Oeste, mas não resistiu e morreu por volta de 19h.

Fonte: G1 Amazonas