A guerra entre Mayra Cardi, 36 anos, e Arthur Aguiar, 31, vai longe. Após a separação, o ex-casal iniciou uma troca de farpas, e a empresária caracterizou seu casamento como abusivo, o que fez o ator se defender entre lágrimas. “Abusador com cara de príncipe”, definiu a ex-BBB na manhã deste domingo (28).

Mayra usou o Instagram para publicar um segundo vídeo de desabafo. Após denunciar traições do ex-marido e dizer que vivia um relacionamento tóxico, a analista comportamental decidiu esclarecer dúvidas de suas seguidoras.

“Relacionamentos tóxicos e abusivos. Será que você sabe realmente o que é?”, disse em sua rede social, sem citar o nome de Arthur Aguiar. “Existe uma grande parte das pessoas que não sabe o que é um relacionamento abusivo”, completou.

“Eu sou uma mulher que caiu algumas vezes nessa armadilha da vida, e vou explicar sobre isso, como ser humano, colocando o meu posicionamento, me abrindo para que mulheres como eu também possam entender e, inclusive, olhar de que maneira possam sair de relacionamentos como este”, avisou.

Segundo Mayra, muitos abusadores não sabem que têm esse perfil negativo. “Porque nem sabem que estão em uma relação abusiva, porque ela começou muito tempo antes, de quando esse excesso de machismo, de desejo, de querer, de castrar a vontade e o desejo da mulher começou a existir”, explicou.

“Para você estar em um relacionamento abusivo, você só precisa ser uma pessoa e estar sendo manipulada, enganada, sob mentiras, sob pressão, sob o desejo do outro a qualquer custo”, analisou.

Usando suas experiências pessoais, Mayra refletiu que é muito mais fácil quando o abusador vem com cara de monstro e agressões físicas. “[Quando ele vem] Te estuprando ou te batendo, assim fica mais fácil de identificar. E, talvez, fique mais fácil de correr também. Mas é muito difícil quando o abusador vem com cara de príncipe, com cara de coitadinho, educado, conquistador, abre a porta do carro, te dá flores”, contou ela.

“Aos pouquinhos você vai, não só caindo nos encantos, mas deixando de ser você, perdendo a sua personalidade, caindo cada vez mais nas mentiras, nas manipulações, nos quereres, e deixa de querer o que você gosta, quem é você, os seus amigos, deixa de ser quem você é”, concluiu.

Chantagem e mentiras

A ex-BBB desabafou que, muitas vezes, a vítima se vê simplesmente fazendo as vontades do parceiro. “Imposta por ele, da maneira dele, com a manipulação e com as mentiras dele diariamente sendo alimentadas”, citou.

“Chantagem emocional também é uma coisa que acontece muito em um relacionamento abusivo. A chantagem pode ter várias coisas envolvidas: a família, os filhos e os valores. ‘Como é que vai ser a sua vida sem mim?’, ‘Eu vou te deixar se você fizer isso’ ou ‘Assim para mim não funciona’. E fica aquela manipulação e chantagem emocional sendo regada pelas mentiras e pelas manipulações diárias.”

A coach analisou que a mulher se vê em uma situação em que espera, de fato, que o parceiro mude. “A pessoa te trai, ela cria uma imagem de um marido perfeito, de um pai perfeito. Aí você descobre as traições e aí ela [chora, fala que vai mudar, que não entende por que te faz sofrer. E você também chora, porque você ama muito. E exatamente por amar muito que você está em um relacionamento abusivo”, disse.

“Sim, você ama o seu abusador e é exatamente por isso que se chama uma relação abusiva. Nós nunca queremos terminar, nós nunca queremos sair, nós não sabemos como sair, porque estamos presas psicologicamente nessa manipulação e abuso diário do que ele gosta, do jeito que ele quer, a hora que ele quer, de como ele quer”, considerou Mayra.

“E ele pode tudo enquanto você não pode nada. Você não pode [ter] amigos, você não pode [publicar] foto no Instagram, você não pode [usar] salto alto porque talvez ele seja baixo demais. Quem sabe se você usar um tênis? E a hora que você menos esperar, você não é mais você”, explicou.

Segundo o relato de Mayra, a vítima perde não somente sua personalidade, mas também o controle de sua vida. “Você não usa mais as suas roupas, você não tem mais os seus amigos, você nem tem mais as senhas dos seus celulares só para você, ou dos seus e-mails ou conta bancária só para você. Tudo é dele”, relatou.

“O abuso vem de várias formas e o abusador não sabe que está abusando. Ele acha que é de direito dele. E que ‘tudo bem’, que é o gosto dele, o desejo dele. E tudo bem porque ele sabe o que é melhor para você”, definiu.

“O abusador não vem necessariamente com essa arma de monstro. Seria muito mais fácil se ele viesse. Mas quando ele vem com essa cara de príncipe, com esse encanto todo, é aí que você se perde”, expos.

Em suas considerações, Mayra também analisou o olhar julgador das pessoas. “Muitas vezes as pessoas não entendem: ‘Mas eles eram tão felizes, ele falava tão bem dela, ela falava tão bem dele. Do nada mudou?’. Não, não é que do nada mudou, talvez do nada você tenha conseguido ter coragem de falar aquilo que estava na sua frente, na sua cara, e você não via, de falar aquilo que estava entalado e você não conseguia”, disse.

“Infelizmente, existem milhões de pessoas sendo abusadas diariamente e não sabem. E o abusador ainda tem a coragem de dizer: ‘eu não sou abusador”, finalizou.

Confira relato de Mayra Cardi no Instagram:

Arthur rebate Mayra

Arthur Aguiar resolveu quebrar o silêncio após ser definido como abusador por Mayra Cardi. Em um longo vídeo publicado no sábado, o ator de 31 anos confessou as traições, chorou e acusou a ex de mentir sobre o relacionamento. “Nunca menosprezei, diminui, bati ou gritei com ela. Não sou abusador”, se defendeu ele.

“Durante todo o dia de ontem [sexta] fiquei pensando se valia me posicionar ou não, pois sei exatamente a pessoa que eu sou. Mas, diante de um assunto tão sério como o abuso à mulher, eu não posso me calar e permitir ser destruído moralmente como ser humano em um assunto tão sério, sendo que eu não sou assim”, escreveu ele na legenda do Instagram.

Inconformado com as acusações de que mantinha um relacionamento abusivo com a parceira, Aguiar foi às lágrimas. “Nunca menosprezei ela, nunca diminui ela, nunca impedi ela de fazer nada, nunca bati, nunca gritei. Eu sei que abusador não é só bater, é verbal também. Isso eu nunca fiz, não fui esse cara para ela”, protestou.

“Lógico, dentro de um relacionamento existem erros e acertos. Posso falar sobre meus erros e acertos. Sei que meus acertos não são de interesse de ninguém e vocês querem saber dos meus erros. Eu falo. Não tenho problema nenhum em falar sobre eles e assumir”, concordou.

“Eu a traí? Traí. Me orgulho disso? Não. Tenho vergonha. Me arrependo muito do que fiz. Óbvio que a minha ficha caiu quando a casa caiu. Aí sua ficha cai, acho que para todo mundo”, reconheceu.

Veja declaração de Arthur Aguiar: