O candidato a prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (Podemos) não está mais com o cofre da campanha vazio. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi depositada hoje, na conta de campanha, a quantia de R$ 470 mil.

Os recursos foram doados pelo Partido Social Liberal do Amazonas (PSL-AM) e pelo Podemos Municipal de Manaus.

Segundo consta na Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais (Divulgacand) do TSE, o PSL-AM, presidido pelo deputado federal Delegado Pablo, doou R$ 410 mil. O restante foi investido pelo Podemos de Manaus (R$ 60 mil).

Até ontem, Amazonino estava sem dinheiro na conta de campanha. O caixa vazio preocupava colaboradores e empresas que prestam serviço ao candidato. Com o investimento, setores estratégicos como jurídico, marketing e de comunicação seguem trabalhando normalmente.

O portal A Repórter apurou que, até agora, apenas os candidatos Ricardo Nicolau (PSD), Alfredo Nascimento (PL), José Ricardo (PT) e Amazonino Mendes (Podemos) receberam doações para suas campanhas.

Os outros sete candidatos – David Almeida (Avante), Marcelo Amil (PCdoB), Romero Reis (Novo), Alfredo Menezes (Patriotas), Chico Preto (DC) Alberto Neto (Republicanos) e Gilberto Vasconcelos (PSTU) continuam com o caixa vazio.

A estimativa dos candidatos é que a situação seja resolvida até o início da próxima semana.