Voluntários passaram por teste de esforço e capacidade respiratória, frequência cardíaca, pressão sanguínea e oxigenação foram monitoradas.

Apesar de desconfortável, o uso de máscara durante a prática de exercícios físicos é seguro para pessoas saudáveis, de acordo com um estudo italiano publicado na revista científica European Respiratory Journal.

Foram avaliadas 12 pessoas (6 mulheres e 6 homens, com idade média de 40 anos) sem problemas de saúde. Elas foram submetidas a um teste de esforço em bicicleta estacionária, usando máscaras PFF2/N95 e cirúrgicas, e tiveram a capacidade respiratória, a frequência cardíaca, a pressão sanguínea e a oxigenação monitoradas.

Segundo os pesquisadores, não foram observadas grandes mudanças nos níveis dos participantes. No máximo, houve uma redução de 10% na habilidade de realizar exercícios aeróbicos.

“A redução é modesta e, principalmente, não sugere um risco a pessoas saudáveis que fazem exercício de máscara, mesmo quando estão se movimentando em sua capacidade máxima. Porém, não podemos assumir que o mesmo é verdade para pessoas com problemas no coração ou pulmão. Precisamos de mais investigação sobre esses casos”, explica a professora Elisabetta Salvioni, do Centro Cardiológico Monzino, principal autora da pesquisa.

O próximo passo do estudo será entender qual é o impacto de usar a máscara durante atividades do dia a dia, como subir escadas ou limpar a casa, em pessoas saudáveis e também nas que apresentam problemas no coração ou pulmões.

Fonte: Metrópoles