Manaus|AM- O casal Joabson Gomes e Jordana Freire, suspeitos de mandarem matar o sargento da Força Aérea Brasileira (FAB) Lucas Guimarães, se entregou na tarde desta terça-feira (21) na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Zona Leste de Manaus. Eles chegaram acompanhados dos advogados, que disseram que o casal é inocente.

Os suspeitos entraram na delegacia por uma área restrita. Ao se apresentarem à polícia na presença de seus advogados, a ordem judicial contra eles foi cumprida. Joabson e Jordana seguem em prisão temporária. Ainda na noite desta terça-feira, funcionários da rede de supermercados Vitória levaram mantimentos e roupas ao casal.

O advogado de defesa Raphael Grosso Filho disse à imprensa que não podia dar mais informações sobre o caso, pois o processo segue em segredo de Justiça.

“Como o processo ainda está em segredo de Justiça, a gente ainda não pode comentar. Eles vão prestar depoimento ainda. A gente acredita muito no trabalho da DEHS. É um trabalho sério, bem feito, mas acreditamos muito na inocência dos nossos clientes. Então a gente acredita que é um mal entendido que vai ser esclarecido no momento oportuno”, explicou o advogado.

Procedimentos

Na manhã desta quarta-feira (22), os advogados de defesa levaram mantimentos ao casal. Em seguida, Joabson e Jordana foram encaminhados, na presença dos advogados, para o Instituto Médico Legal (IML), para realização de exame de corpo de delito. Após o procedimento, os suspeitos retornarão para a DEHS e em seguida serão encaminhados para a audiência de custódia.

Fonte: Opinião Manauara