Torcedores dos bois Garantido e Caprichoso foram surpreendidos hoje à tarde com a notícia da morte do ex-apresentador do bumbá vermelho e branco, Paulinho Farias. Com 61 anos, o artista e empresário não resistiu aos sintomas do coronavírus e faleceu hoje à tarde, em Manaus.

Embora a acirrada disputa entre os bumbás, Paulinho era respeitado e admirado pelos torcedores de ambos os bois. O respeito foi conquistado pelo trabalho de Paulinho para engrandecer o Festival Folclórico de Parintins ao longo de quase três décadas.

Paulinho foi diagnosticado com coronavírus no dia 30 de janeiro e decidiu internar-se num hospital público de Parintins.

No dia 3 de fevereiro, foi transferido para Manaus onde começou o tratamento intensivo no hospital Samel. Após duas semanas, o artista dava sinais de recuperação, o que animou a família, amigos e fãs.

Mas na quinta-feira passada o estado de saúde piorou, levando ao comprometimento dos pulmões, que estavam 75% comprometidos pela doença. Paulinho teve que ser intubado na tentativa de normalizar o fornecimento de oxigênio na corrente sanguínea.

Várias correntes de orações foram feitas em Manaus e Parintins, pedindo pela recuperação do cantor. Mas a triste notícia veio hoje, pegando de surpresa fãs e amigos.

Paulinho Faria sai de cena nesta segunda-feira, dia 22 de fevereiro de 2021, mas jamais será esquecido. Seu nome está escrito na história do Amazonas, tendo contribuído para a Cultura e o Folclore amazonenses.

Nos 26 anos que ficou à frente do item Amo do Boi, Paulinho Faria jamais perdeu para seus adversários.

Hoje, Parintins chora a morte de um de seus grandes ídolos.