A Assembleia Legislativa do Amazonas deve suspender o recesso parlamentar de 30 dias e reabrir as portas para encontrar soluções para o caos na saúde pública do Estado.

A proposta é do deputado estadual Fausto Jr. (MDB) e foi apresentada hoje (19) na sessão extraordinária realizada pela Aleam. A sugestão recebeu apoio dos deputados Josué Neto (Patriota), Serafim Corrêa (PSB), Sinésio Campos (PT) e Mayara Pinheiro (PP).

De acordo com Fausto Jr, o Amazonas enfrenta um dos momentos mais difíceis de sua história. “Não podemos ser omissos num momento de crise como o enfrentado pelo Amazonas”, afirmou o deputado. “A Assembleia deve suspender o recesso e ouvir os prefeitos e vereadores do interior. Temos que trabalhar juntos para buscar soluções para a crise na saúde”, acrescentou.

Fausto ressaltou que é presidente da comissão de Assuntos Municipais da Aleam, o que permite o contato mais rápido com vereadores e prefeitos do interior. Porém a comissão está com atividades suspensas por causa do recesso parlamentar, o que tem dificultado a análise dos problemas dos municípios.

“Todas as comissões estão suspensas, entre elas a de Saúde, Assuntos Municipais e de Assistência Social, que são de grande importância nesse momento de pandemia”, ressaltou o deputado.

Fausto afirmou também que o Poder Legislativo, junto com a sociedade, precisam responsabilizar os culpados pelo caos em que o Amazonas está mergulhado.

“Muitos assuntos precisam ser discutidos e, dessa forma, resolver os problemas que atingem a população, que não aguenta mais tanto sofrimento”, conclui o deputado.