Durante o evento, o ex-governador interino do Amazonas disse que sua chapa vai tirar a capital da mão de caciques políticos que estão no poder há 38 anos.

Depois de abrirem a campanha com um adesivaço em mais de 500 veículos, na madrugada deste domingo (27), os candidatos à Prefeitura de Manaus pela coligação Avante Manaus, David Almeida (Avante) e Marcos Rotta (Democratas), abriram a agenda na manhã de hoje em um workshop para os candidatos a vereadores dos partidos do arco de aliança.

Respeitando as medidas de distanciamento social, como prevenção à Covid-19, o evento foi dividido em duas etapas, com 200 candidatos pela manhã e mais 200 pela tarde, no Olímpico Clube. David tem a maior coligação das eleições deste ano, com sete partidos (Avante, Democratas, Pros, PTC, PMB, PRTB e PV), que juntos somam mais de 420 candidatos a vereadores na capital.

Em seu discurso, David Almeida reforçou mais uma vez o compromisso dele e de Marcos Rotta com a cidade e criticou o grupo político que, de acordo com ele, insiste em se manter no poder, prejudicando o desenvolvimento da capital. “Nossa cidade está nas mãos das mesmas pessoas há 38 anos. Isso é uma quarentena política que precisa acabar para que a nossa cidade avance. A geração dos caciques acabou e nós vamos libertar nossa cidade”, afirmou.

David Almeida fez questão, ainda, de transmitir uma mensagem de conscientização sobre o voto aos candidatos minoritários de sua chapa. Segundo ele, a população não pode se deixar levar pela raiva na hora de escolher seus representantes, uma vez que isso aconteceu, em 2018, na eleição para o governo do Amazonas e atualmente o governador sofre com uma gestão arranhada e com grande rejeição pública.

“Nosso adversário só aparece nas pesquisas por causa da insatisfação da população com o governo. Ele já foi rejeitado na última eleição, mas as pessoas estão desapontadas e com raiva do governador. Não podemos deixar as pessoas se guiarem assim mais uma vez, ou toda a cidade vai sofrer por mais quatro anos. O voto tem consequências sérias e é com base nisso que vamos debater com a sociedade. Manaus não pode mais andar para trás”, ponderou.

Parceria
Com um discurso alinhado ao de David, o candidato a vice-prefeito Marcos Rotta disse que a disputa pelas 41 cadeiras de vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) é a mais acirrada de todo o Amazonas e, por isso, ele e David trabalharão em conjunto para potencializar seus candidatos em todas as zonas da cidade.

“Essa pandemia torna ainda mais difícil a missão de vocês. Sabendo disso, eu e o David vamos estar ao lado de todos, nas comunidades, nos bairros, junto das pessoas. Teremos respeito a candidatura de cada um de vocês”, garantiu Marcos Rotta, que reforçou o posicionamento de não há mais espaço para caciques.

Esteve presente também o jornalista e candidato a vereador, Robson Carvalho.