O ex-governador do Amazonas realizou uma live na noite desta quinta-feira (24) para falar de energia elétrica, pandemia e fake news.

O pré-candidato à Prefeitura de Manaus David Almeida (Avante) recomendou, durante uma live pelas suas redes sociais no início da noite desta quinta-feira (24), mais prudência dos eleitores diante da recente alta de novos casos de contaminação da Covid-19; do mesmo modo, mais atenção às fake news no processo eleitoral deste ano.

Ele falou, também, sobre a representação que vai encaminhar à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) contra o novo pedido de reajuste da tarifa de energia, de 8,5%, solicitado pela Amazonas Energia. David Almeida lembrou que sua equipe econômica constatou, há duas semanas, que a empresa já recebeu a mais R$ 280 milhões dos consumidores amazonenses, a partir de um reajuste irregular de 14,49% em 2018, quando deveria ser de apenas 4,5%.

No documento, que será encaminhado nos próximos dias ao diretor geral da agência reguladora, André Pepitone, David Almeida destaca que, devido à Amazonas Energia operar no sistema isolado, a energia distribuída no Estado é subsidiada. Ele explica que, no ano em que foi concedido o reajuste, a Aneel já tinha repassado o subsidio à companhia amazonense, mesmo assim concedeu o reajuste de quase 15%.

Novo ISS
Durante a live, o pré-candidato destacou, ainda, a sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), do projeto aprovado pelo Congresso Nacional que altera a atual cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) pelos municípios brasileiros e transfere a competência de cobrança do imposto ao município (destino) onde o serviço é prestado ao usuário final.

A proposta de alteração da cobrança do ISS, com a transferência da competência do imposto para o município onde o serviço é prestado ao usuário final é uma bandeira antiga de David Almeida, que desde 2017 questiona a injustiça do destino do imposto. Ele entende que a mudança vai possibilitar a desconcentração da arrecadação nos grandes municípios, onde está instalada a maior parte das matrizes das empresas, beneficiando beneficiar os de menor porte.

“Atualmente, os pagamentos feitos por meio do cartão de débito ou de crédito para quitar vários serviços prestados nas cidades, como os de TV a cabo, de internet e de aplicativos de transporte particular, entre outros, acabam com o ISS sendo recolhido nos grandes municípios, onde estão as matrizes dessas empresas. Mas acreditamos que agora essa injustiça vai acabar”, afirma David Almeida.

Acordo contra as fake news
David Almeida anunciou, também durante a live, que o pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) acatou as medidas propostas pelo diretório estadual do partido Avante, para combater as fake news. Presidente estadual da legenda, David explicou que a proposta se trata de um grande acordo entre os partidos no Amazonas, para que as eleições sejam limpas, e o Amazonas se torne exemplo para o país no combate às fake news.