Nova fase da renda assistencial começa a ser paga nesta terça-feira, 6, com valor médio de R$ 250.

Após mais de três meses desde o último pagamento, a primeira parcela da nova rodada do auxílio emergencial começa a ser liberada nesta terça-feira, 6, para nascidos em janeiro que não fazem parte do Bolsa Família. O valor médio do benefício será de R$ 250, variando de R$ 150 a R$ 375. As famílias, em geral, vão receber R$ 250 via aplicativo Caixa Tem. Famílias chefiadas por uma mulher vão receber R$ 375 e pessoas que moram sozinhas têm direito a R$ 150.

O presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, Reinaldo Domingos, afirma que saúde e alimentação devem ser prioridade. “Você precisa fazer uma boa lista de supermercado, por exemplo, fazer com que você tenha tempo para ir fazer essas compras, não pode ir correndo como já fizemos outras vezes. Olhar a data de vencimento, procurar as gôndolas que geralmente os preços mais baratos estão lá com prazo de validade mais próxima. E seja fiel a uma lista de compras. É tão gostoso comprar. Por isso vá sem fome ao supermercado”, disse. Domingos diz que aumento previsto nos medicamentos pode reduzir ainda mais o poder de compra dos beneficiários.

Como o dinheiro será repassado via Poupança Digital, não é necessário se dirigir às agências da Caixa. O saque em dinheiro estará disponível apenas no próximo mês, a partir do dia 4 de maio. As liberações serão feitas de acordo com o mês de nascimento de cada beneficiado. Pelas novas regras, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. Não haverá nova fase de inscrições. Assim, só terão direito beneficiários aprovados até dezembro de 2020. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso.

Fonte: JP Noticias