A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde aprovou hoje (27) o pedido para que o Ministério Público Federal forneça cópia completa do relatório da operação Maus Caminhos, que em 2016 desarticulou um esquema criminoso que desviava recursos da Saúde Pública do Amazonas.

O pedido para liberação do relatório foi apresentado pelo deputado estadual Fausto Jr, que é o relator da CPI da Saúde. O parlamentar argumenta que a investigação feita pelo MPF levou em conta desvios de recursos federais, porém existe a necessidade de aprofundar a investigação envolvendo recursos estaduais.

“Vamos usar o relatório da operação Maus Caminhos para analisar contratos envolvendo recursos estaduais repassados às empresas que forneciam produtos e serviços à Secretaria de Saúde do Amazonas”, afirmou Fausto Jr.

A operação Maus Caminhos foi uma investigação realizada em 2016, pelo Ministério Público Federal, para desarticular um grupo criminoso que desviava recursos públicos, por meio de contratos milionários, firmados com o Governo do Amazonas.

A primeira fase da investigação girou em torno do Instituto Novos Caminhos (INC), administrado pelo médico e empresário Mouhamad Moustafa, apontado pelo MPF como principal articulador da organização criminosa.