Ele diz está à disposição da CPI para quaisquer esclarecimentos que sejam necessários

Após ter o nome citado ontem (04), durante reunião da CPI da Saúde, o ex-secretário de Saúde do Amazonas, Francisco Deodato, divulgou nesta quarta-feira uma nota para rebater as acusações feitas pela ex-secretária executiva da Susam, Maria de Belém Cavalcante.

Francisco Deodato, que foi secretário de Saúde no governo de Amazonino Mendes entre novembro de 2017 a dezembro de 2018, foi acusado de acobertar fraudes em exames médicos pagos pela Susam.

Segundo a nota divulgada por Deodato, Maria de Belém não fez parte da administração do governo de Amazonino Mendes.

“Ela foi secretária executiva na gestão do ex-governador David Almeida. E, conforme ela mesma destacou em depoimento, nunca teve contato com Deodato ou com o secretário executivo de sua gestão, Orestes Melo”, explicou a nota.

Francisco Deodato termina o texto dizendo que está à disposição da CPI para quaisquer esclarecimentos.

A comissão ainda não divulgou a data que Deodato será ouvido pelos membros da CPI.