Remédio foi amplamente divulgado como tratamento precoce contra a doença, apesar de não ter comprovação científica neste caso.

A CPI da Covid-19 ouve, nesta quarta-feira, 11, Jailton Batista, o representante da Indústria Farmacêutica Vitamedic, fabricante do remédio ivermectina. Em relatório enviado à Comissão Parlamentar de Inquérito, a empresa afirma que as vendas do medicamento saltaram de 24,6 milhões de comprimidos em 2019 para 297,5 milhões em 2020 – um crescimento superior a 1.105%. O preço médio da caixa com 500 comprimidos subiu de R$ 73 reais para R$ 240. O medicamento foi amplamente divulgado como tratamento precoce contra a Covid-19 pelo governo federal, apesar de não ter comprovação científica neste caso.

Fonte: JP Notícias