Pesquisa foi feita com 3 mil militares dos Estados Unidos e mostrou que 10% dos que tiveram Covid-19 foram infectados novamente.

De acordo com pesquisa publicada na revista científica The Lancet Respiratory Medicine, jovens adultos saudáveis podem ser reinfectados com Covid-19, e os anticorpos da primeira contaminação não são suficientes para criar imunidade contra o novo coronavírus.

O estudo foi feito com 3 mil fuzileiros navais dos Estados Unidos, com idades entre 18 e 20 anos, durante seis semanas. Antes do período, todos passaram duas semanas em isolamento domiciliar e, depois, cumpriram mais duas em quarentena supervisionada pela Marinha. Entre os militares que tinham sido infectados anteriormente, 10% contraíram a doença mais uma vez.

Todos os participantes fizeram teste de anticorpos e PCR no começo do estudo, e os exames foram repetidos nas semanas 1, 2, 4 e 6 da pesquisa. Segundo os resultados, 189 dos 3 mil recrutas tiveram Covid-19. Ao fim das seis semanas, 10% deles acabaram reinfectados. Entre os 2.247 que não tinham contraído o vírus anteriormente, 48% ficaram doentes.

Os pesquisadores explicam que, embora os participantes tivessem anticorpos da primeira infecção, eles não foram suficientes para garantir imunidade efetiva contra novas infecções. Porém, os exames mostraram uma carga viral cerca de 10 vezes menor nos pacientes que passavam pela Covid-19 pela segunda vez: porém, a quantidade não parece ser baixa o suficiente para impedir a transmissão do vírus.

“A mensagem para todos os jovens, incluindo nossos militares, é clara: a imunidade resultante de infecções naturais não é garantida. Você ainda precisa ser vacinado“, destaca Dawn Weir, uma da autoras da pesquisa e membro do Centro de Pesquisa Médica Naval dos Estados Unidos.

Fonte: Metrópoles