Segundo levantamento do Imperial College de Londres, esta é a primeira vez, desde novembro de 2020, que a taxa fica abaixo de 1.

Pela primeira vez desde o fim do ano passado, a taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil caiu para 0,93 — o que significa que cada 100 pessoas infectadas transmitem a doença para outras 93. O dado é fruto do mais recente levantamento semanal feito pelo Imperial College de Londres, divulgado nesta terça-feira (27/4). Para efeito de comparação, na última semana, o número apurado estava em 1,06.

Desde dezembro de 2020, o índice estava acima de 1 – o que sinaliza que a pandemia estava “fora de controle”, de acordo com a pesquisa. A taxa atual aponta uma desaceleração da Covid-19 no país. Levando em conta a margem de erro da pesquisa, a transmissão do coronavírus no Brasil pode variar de 0,80 até 0,95.

A taxa de transmissão da Covid-19 precisa ser monitorada por longos períodos de tempo, para que especialistas sejam capazes de avaliar a evolução epidêmica do Sars-CoV-2 no país. Entretanto, o atraso nas notificações de novos casos e o período de incubação do coronavírus, que leva em torno de 14 dias, são alguns fatores a serem considerados para a determinação do resultado final.

Os especialistas explicam que o índice é nacional, portanto, não há como determinar em quais estados e cidades, especificamente, a doença está retrocedendo ou avançando. Segundo a projeção da universidade britânica, o Brasil deve contabilizar 16,8 mil mortes por Covid-19 nesta semana. Na semana passada, o país perdeu 17.667 pessoas vítimas da doença, o que representa uma diminuição de 867 óbitos.

A pesquisa aponta a Índia como o país com a maior taxa de transmissão da Covid-19 atualmente, com 1,69. Devido à alta de infecções e mortes causadas pelo coronavírus, o país enfrenta colapso do sistema de saúde e recordes diários de casos. Até a última segunda-feira (26/4), o mundo registrou 146 milhões de contaminações por Covid-19 e mais de 3 milhões de óbitos.

Fonte: Metrópoles