Pedido refere-se à terceira dose e completa o esquema inicial de imunização contra o coronavírus.

A Pfizer enviou na última sexta-feira, 24, para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) um pedido para inclusão da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 a adolescentes de 12 a 17 anos de idade. Com isso, o órgão passará a avaliar os dados clínicos que foram apresentaram pela empresa e o documento deverá comprovar o benefício da dose adicional. O prazo dado para a análise será de 30 dias, já que trata-se de uma vacina com registro na agência. No momento, a Comirnaty (vacina produzida pela farmacêutica norte-americana) prevê em sua bula uma dose de reforço para a população com a faixa etária acima de 18 anos.

 

 

 

Fonte: JP Notícias