Revisão tarifária extraordinária solicitada pela Amazonas Energia foi autorizada pela Aneel. percentual médio será de 5,31%.

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou na última terça-feira (27) o aumento médio de 5,31% das tarifas cobradas pela distribuidora Amazonas Energia. O aumento nas contas de luz será aplicado a partir de 1º de novembro para 1,043 milhão de unidades consumidoras do Amazonas.

O percentual médio aprovado para consumidores da Amazonas Energia foi de 5,31%. Sendo 4,30% para consumidores residenciais; e de 7,12% para os consumidores de alta tensão, como as indústrias.

Os índices de reajuste são:

  • Baixa tensão em média: 4,47%
  • Alta tensão em média (indústrias): 7,12%
  • Efeito Médio para o consumidor: 5,31%

De acordo com a agência, os índices aprovados foram impactados pelos custos da atividade de distribuição em decorrência da reavaliação completa da base de remuneração da concessionária e gastos com transmissão de energia elétrica em razão do reajuste da Tarifa de Uso dos Sistemas de Transmissão (TUST).