Proposta será publicada no Diário Oficial e amplamente divulgada para o Ano Letivo de 2022.

Em reunião plenária nesta quarta-feira (14/12), o Conselho Estadual de Educação do Amazonas (CEE-AM) aprovou, por unanimidade, a proposta curricular do Novo Ensino Médio no Amazonas. A presidente do Conselho e secretária de Estado de Educação, Kuka Chaves, presidiu a reunião plenária que marcou, também, o encerramento das atividades da instituição em 2021.

Com a aprovação, a proposta será encaminhada para publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) e, posteriormente, amplamente divulgada na rede estadual de ensino, que começa a implantação já no Ano Letivo de 2022.

Além da proposta curricular do Novo Ensino Médio, a plenária também aprovou os calendários escolares de 2022, tanto para o Ensino Regular quanto para a Educação Básica e a Educação de Jovens e Adultos (EJA), da capital e do interior. Todos os documentos aprovados serão publicados no DOE.

Presidente do Conselho e secretária de Estado de Educação, Kuka Chaves, destacou a importância dos trabalhos conduzidos durante todo o ano de 2021. “Não foi um ano fácil, mas, enquanto instituição, nos fortalecemos e conseguimos criar condições para dar continuidade aos trabalhos que eram tão necessários nesse período”, lembrou.

Para a secretária Executiva do CEE-AM, professora Hortência Macedo, a regulamentação do ensino híbrido e remoto, as autorizações para funcionamento das escolas e o credenciamento de instituições, guiaram os trabalhos da entidade nesse período.

“Nós tivemos um ano de muito trabalho, que foi marcado, principalmente, pelo nosso papel enquanto instituição regulamentadora. Em 2022, queremos trabalhar por mais avanços”, reafirmou Hortência.

Recesso 2021 – O representante do Sindicato das Instituições Privadas de Ensino do Amazonas (Sinepe), Firmino Alves Campelo, destacou a importância dos trabalhos realizados pelo Conselho durante todo o ano de 2021.

“Tivemos muitos avanços neste ano e quero registrar meus parabéns à equipe que esteve à frente do Conselho. Tudo caminhou como deveria neste processo”, destacou ele, durante sua fala nas atividades.

Colegiado- Compõem o colegiado representantes da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), do Sindicato das Instituições Privadas de Ensino do Amazonas (Sinepe), Sindicato dos Professores do Amazonas (Sinteam) e Sindicato dos Professores de Manaus (Sinpro).

FOTOS: Euzivaldo Queiroz/Seduc