Comumente confundidas, as duas condições podem ter sinais em comum e merecem atenção adequada. Entenda.

Dores no peito e batimentos cardíacos acelerados são sintomas suficientes para uma ida à emergência. Quando se sente um desconforto próximo ao coração, logo já vem à cabeça a possibilidade de estar tendo um infarto. De fato, esses são indicativos do mau súbito, mas não só dele.

A ansiedade, condição que vem sendo ainda mais experienciada durante o isolamento social, também causa ambos sintomas. Logo, fica complicado diferenciar o que fato está acontecendo: uma crise ansiosa ou um evento cardíaco?

Por apresentarem sintomas similares, a confusão acontece bem mais do que se imagina, levando pacientes ao setor de urgência sem necessidade ou fazendo com que situações graves sejam minimizadas e não recebam atendimento médico. Por isso, é imprescindível entender algumas diferenças primordiais entre infarto e ansiedade. Assim, sabendo diferenciar, fica mais fácil tomar as decisões certas a tempo!

Continue lendo no site Alto Astral:

https://www.altoastral.com.br/saude/infarto-ou-ansiedade-saiba-diferenciar/

Fonte: Metrópoles