Torneio Comunitário de Pesca Esportiva da Comunidade São Francisco do Caramuri teve sua terceira edição de quinta (23/09) a sábado (25/09).

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), realizou atividades de apoio durante o III Torneio Comunitário de Pesca Esportiva da Comunidade São Francisco do Caramuri, que aconteceu de quinta-feira (23/09) a sábado (25/09), na região do Baixo, em Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus). Na oportunidade, também foram entregues 2 kits de casa de farinha semimecanizada, para apoiar os produtores de farinha de mandioca da comunidade.

Durante o evento, técnicos da Sepror realizaram o congresso técnico e a arbitragem oficial do torneio nas duas categorias em disputa: equipe (dupla) embarcada em voadeira ou bote, com 25 duplas participantes, vencendo a equipe Amigos do Açu, com 242 pontos; e caiaque, com 11 competidores, vencendo a equipe Titan Gambiarra, com 243 pontos.

Segundo o secretário executivo de Pesca e Aquicultura da Sepror, Leocy Cutrim, “a pesca esportiva é uma das atividades mais promissoras no Amazonas, e a Sepror tem realizado diversas atividades visando promover e dar maior visibilidade a essa modalidade”.

Representando o Governo do Amazonas, o titular da Sepror, Petrucio Magalhães Júnior, participou da entrega da premiação aos campeões do torneio.

“Nosso Governo é o que mais tem investido no interior e no setor primário. Hoje, além do apoio técnico, trouxemos para a comunidade duas casas de farinha semimecanizadas, que vão ajudar no trabalho do agricultor e melhorar a qualidade da farinha, o principal alimento do povo amazonense, juntamente com o peixe”, disse Petrucio.

Antes da realização do evento, a Sepror participou de todo o processo de licenciamento ambiental do torneio junto ao Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), e atuou também na organização e elaboração do regulamento.

De acordo com as regras, é permitida somente a pesca do tucunaré, com tamanho mínimo de 30 centímetros, uso obrigatório de iscas artificiais (baitcasting) e da régua oficial, na aferição e validação do peixe, com tudo registrado por meio de áudio e vídeo, além de fotos com o peixe sobreposto à régua. No torneio, o maior peixe da categoria voadeira mediu 82 centímetros. Já na categoria caiaque, mediu 59 centímetros.

Caramuri – O nome da comunidade é em alusão ao fruto caramuri, típico da região amazônica. A localidade de São Francisco do Caramuri foi fundada em 4 de outubro de 1995. Lá vivem 70 famílias, totalizando 270 pessoas.

FOTOS: Divulgação/Sepror