Na próxima semana, a unidade itinerante de vacinação segue para outro local de Manaus.

A vacinação contra a Covid-19 alcançou a marca de 9,5 mil doses aplicadas na Carreta Vacina Amazonas, enquanto esteve instalada na Praça Heliodoro Balbi (antiga Praça da Polícia), no bairro Centro, zona sul de Manaus, neste mês de dezembro. A unidade itinerante segue agora para um novo local da capital, dando seguimento à estratégia do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), de levar a vacina cada vez mais perto da população.

A Carreta Vacina Amazonas esteve instalada no Centro de Manaus desde o dia 8 de dezembro, funcionando todos os dias, das 9h às 16h, parando apenas no período do feriado de Natal e encerrando a aplicação de doses nesta quinta-feira (30/12). A estratégia de levar a Carreta Vacina Amazonas para o Centro foi justificada por conta do grande movimento de compras para as festas de final de ano, tendo alcançado seu principal objetivo, que foi o de vacinar o maior número de pessoas.

“Nosso objetivo é sempre levar a vacina contra a Covid-19 o mais próximo da população para aumentar a cobertura vacinal. A nossa arma contra a Covid-19 é a vacina”, disse Anoar Samad, secretário titular da SES-AM.

Neste período, foram aplicadas 9.578 doses dos imunizantes. A principal demanda foi para a aplicação da dose de reforço, com 5.732 doses aplicadas. De segunda dose, foram 2.729 aplicações, enquanto 1.117 pessoas buscaram a unidade para receber a primeira dose.

A carreta faz parte da nova estratégia do Governo do Amazonas, por meio da SES-AM, em parceria com a Prefeitura de Manaus, para oportunizar a vacina mais próximo da população, para aumentar a cobertura vacinal de primeira e segunda doses e dose de reforço. Na próxima semana haverá a divulgação do novo local onde a carreta irá funcionar.

A unidade itinerante é uma das ações apoiadas pelo Estado durante o período da Megavacinação, que ao longo de 60 dias busca aumentar a cobertura vacinal em 20%, principalmente em municípios onde essa cobertura está abaixo de 50%.

No interior do Amazonas, ações de busca ativa de aplicação das doses em locais de grande circulação, zonas rurais e áreas de difícil acesso estão sendo reforçadas por equipes da SES-AM e da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).

 

 

 

 

FOTOS: Rodrigo Santos/SES-AM