Começou no último domingo (27) o prazo para os candidatos a prefeito e vereador fazer campanha nas ruas de Manaus. Estão liberados o corpo a corpo, apertos de mão, bandeiradas, caminhadas, distribuição de santinhos e adesivagem de carros.

Até aí tudo normal para uma campanha eleitoral, se não fosse o coronavírus solto na cidade, dividindo o mesmo espaço com eleitores e candidatos.

Nas redes sociais é possível encontrar as ações em busca de votos. Nos bairros da periferia ou no Centro da cidade, candidatos estão nas ruas. O corpo a corpo já começou e, segundo as redes sociais, os cuidados não estão sendo obedecidos.

Reuniões com aglomeração de pessoas, confinadas em espaços apertados e sem cumprir as regras de distanciamento, podem ser facilmente encontradas nas páginas do Facebook e Instagram.

O uso de máscaras, que é obrigatório, não está sendo obedecido por candidatos, cabos eleitorais e eleitores.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu um protocolo sanitário para a eleição, que orienta sobre a distribuição de materiais impressos, reuniões em locais amplos e abertos, distribuição de álcool em gel e o distanciamento entre pessoas.

Outra recomendação importante é a distribuição de materiais de proteção aos colaboradores da campanha, que devem ser orientados sobre os cuidados para se prevenir contra o coronavírus.

A campanha nas ruas está só começando, porém o desrespeito às orientações do TSE será cada vez mais frequentes conforme se aproxima o dia da eleição.