Proposta que passou pelos deputados eleva a margem do empréstimo pessoal para 35%.

A Câmara dos Deputados aprovou na segunda-feira, 8, a proposta que aumenta para 40% a margem de crédito consignado para beneficiários do INSS e servidores públicos enquanto durar a pandemia da Covid-19. Agora o texto segue para análise do Senado. Hoje o sistema permite que aposentados e pensionistas comprometam até 35% da renda mensal para pagar os empréstimos. A margem é de 30% para pagamento de empréstimo pessoal e 5% para despesas ou saques com cartão de crédito. As parcelas são debitadas diretamente dos seus benefícios.

A proposta aprovada pelos deputados eleva a margem do empréstimo pessoal para 35% — ampliando para 40% o total da capacidade de endividamento. No projeto também ficam autorizados os bancos e instituições financeiras a concederem carência de 120 dias para contratos novos e antigos. Na nova proposta, além dos beneficiários da previdência, foram incluídos servidores públicos ativos e inativos. Aposentados e pensionistas do INSS que quiserem fazer empréstimos devem procurar o aplicativo Meu INSS ou acessar o portal de mesmo nome na internet.

Fonte: JP Noticias