O superintendente da Zona Franca de Manaus (Suframa), coronel Alfredo Menezes, foi demitido nesta segunda-feira pelo presidente Jair Bolsonaro.

A notícia pegou de surpresa a classe política amazonense, principalmente os aliados de Menezes, que apostavam nele como pré-candidato à prefeitura de Manaus na eleição deste ano.

A notícia da demissão foi publicada agora há pouco pelo site O Antagonista. Menezes sempre disse que é “cumpadre” do presidente Bolsonaro e que havia chegado ao cargo de superintendente sem qualquer intervenção de partidos políticos.

O substituto de Menezes deve ser general Algacir Polsin, comandante da 4ª. Região Militar. A indicação ainda não foi confirmada pelo Palácio do Planalto.

O portal A Repórter entrou em contato com Alfredo Menezes, porém ele não atendeu as ligações, tampouco respondeu as mensagens do whatsapp. Também procuramos a assessoria de comunicação da Suframa, mas devido o horário, não tivemos resposta.