Cada cachorro-quente que uma pessoa come encurta sua vida em 36 minutos, de acordo com um novo estudo. Mas não precisa deixar de comer salsicha nunca mais. Também é possível adicionar minutos à sua expectativa de vida saudável comendo alimentos melhores. Uma porção de nozes, por exemplo, adiciona quase 26 minutos, enquanto um sanduíche de manteiga de amendoim e geleia dá a uma pessoa mais de meia hora de vida extra.

As descobertas vêm de especialistas da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, que criaram uma forma padronizada de avaliar a pegada de carbono e o impacto nutricional de quase 6 mil alimentos.

Seu índice nutricional de saúde foi concentrado em encontrar uma maneira de calcular a influência direta de várias refeições, lanches e bebidas. Ele funciona calculando a carga de saúde de um grama de qualquer alimento e, em seguida, aumentando para uma porção padrão.

“Por exemplo, descobrimos que, em média, 0,45 minutos são perdidos por grama de qualquer carne processada que uma pessoa come nos Estados Unidos”, escreveram os autores do estudo.
“Os 61 gramas de carne processada em um sanduíche de cachorro-quente resultam em 27 minutos de vida saudável perdidos devido apenas a essa quantidade de carne processada.

“Então, ao considerar os outros fatores de risco, como os ácidos graxos sódio e trans dentro do cachorro-quente – contrabalançados pelo benefício de sua gordura poliinsaturada e fibras – chegamos ao valor final de 36 minutos de vida saudável perdidos por cachorro-quente.”

Fonte: Isto é Dinheiro