Instituto afirma que fórmula atual oferece proteção cruzada contra cepa responsável pelo surto de gripe que acontece no Brasil.

O Instituto Butantan informou, na última quinta-feira (6/1), que a vacina da gripe que é utilizada atualmente no Brasil é capaz de proteger o paciente contra o vírus influenza H3N2 Darwin. O centro, que produz o imunizante, fez testes de laboratório para analisar a eficácia da fórmula contra a cepa que causa o surto de gripe no país.

De acordo com o diretor de produção do Butantan, Ricardo Oliveira, a vacina atual inclui o vírus H3N2, mas não a variante Darwin. Porém, os patógenos são semelhantes o suficiente para serem reconhecidos pelo organismo do vacinado, no que é chamado “proteção cruzada”.

“Você tem um grau muito próximo de parentesco com a sua mãe, mas você é diferente dela. As cepas da influenza são parentes, têm mudanças na estrutura viral, nos aminoácidos, mas têm partes do vírus que são as mesmas e ela confere essa proteção mesmo com a atualização do vírus”, explicou o especialista, em entrevista à Agência Brasil.

Porém, a proteção é menor do que seria com uma vacina específica. O Butantan já está produzindo a versão atualizada do imunizante, que inclui a Darwin, e deve começar a envasar a fórmula na primeira semana de fevereiro.

Fonte: Metrópoles