O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, anunciou uma nova meta climática com redução de 50% das emissões gases do efeito estufa até 2030.

O vice-presidente da República,  Hamilton Mourão (PRTB-RS), afirmou que o Brasil não precisa apresentar aos demais países a metodologia que adotará para alcançar as metas anunciadas na área ambiental. Segundo ele, essa é uma questão interna. “Eu acho que o Brasil não tem que chegar lá e apresentar o ‘como fazer’. Como fazer é uma questão interna nossa. O Brasil se comprometeu junto com os demais países a aumentar a redução das suas emissões”, disse. Mourão, que é chefe do Conselho Nacional da Amazônia Legal, deu a declaração após ter se reunido por vídeo com representantes do Brasil em Glasgow, na Escócia, onde acontece a conferência das Nações Unidas sobre o clima, a Cop26, ele acrescentou que as metas traçadas são de longo um prazo e precisam ter continuidade. “É um trabalho que não é só do nosso governo, porque isso vai para 2030, tem dois governos pela frente. É uma questão de continuidade. Vamos lembrar que quando nós assumimos o governo havia um ND6 já formalizadas de redução de 37/45% e ninguém estava perguntando como isso ia acontecer. Às vezes, há um certo preconceito em relação, não ao Brasil, mas em relação ao nosso governo e que termina por levar a esses mal-entendidos”, afirmou Mourão. O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, anunciou uma nova meta climática com redução de 50% das emissões gases do efeito estufa até 2030.

Fonte: JP Notícias