Corrente de comércio, que mede o valor das transações, aumentou 46,2% no mês e 33,4% desde janeiro.

A balança comercial brasileira fechou julho com superávit de US$ 7,4 bilhões, alta de 1,7% na comparação com o mesmo mês em 2020, segundo dados divulgados pelo Ministério da Economia nesta segunda-feira, 2. O saldo é resultado de US$ 25,53 bilhões em exportações, aumento de 37,5%, ante US$ 18,13 bilhões em importações, avanço de 60,5%. A corrente de comércio, que mede o valor das transações, aumentou 46,2%, alcançando US$ 43,66 bilhões. No acumulado do ano, a balança comercial encerrou com superávit de US$ 44,13 bilhões, alta de 48,6% na comparação com janeiro a julho de 2020. No período, a venda de produtos brasileiros no mercado internacional cresceu 35,3% e somou US$ 161,42 bilhões. Já a compra de itens internacionais avançou 30,9% e totalizou US$ 117,29 bilhões. A corrente de comércio registrou aumento de 33,4%, atingindo US$ 278,71 bilhões.

A indústria extrativa puxou o bom desempenho das exportações de julho ao registar alta de 62,7%, totalizando US$ 7,32 bilhões. A indústria da transformação avançou 37,7% e alcançou US$ 13,07 bilhões, e a venda de produtos agrícolas teve alta de 28,2%, somando US$ 32,2 bilhões. Na outra ponta, as importações da indústria extrativa subiram 163,2% no mês passado, chegando a US$ 1,16 bilhão. A indústria da transformação aparece na sequência, com avanço de 57% e saldo de US$ 16,33 bilhões. A compra de itens agropecuários cresceu 48,2% e fechou julho com US$ 0,46 bilhão.

O comércio com a China, o principal parceiro comercial do país, fechou julho com superávit de US$ 4,55 bilhões e a corrente de comércio aumentou 28%, alcançando US$ 12,48 bilhões. Já com os Estados Unidos, a balança comercial fechou com déficit de US$ 0,15 bilhão, mas a corrente de comércio registrou alta de 75%, totalizando US$ 6,14 bilhões. O saldo com a União Europeia teve superávit de US$ 0,11 bilhões, com alta de 39,1% da corrente de comércio, totalizando US$ 6,24 bilhões. Com a Argentina, o principal parceiro comercial regional, a balança comercial de julho apresentou superávit de US$ 0,17 bilhão, com aumento de 65,3% na corrente comercial, totalizando US$ 2 bilhões.

Fonte: JP Noticias