Avião atingiu fios de energia antes de cair; acidente matou as cinco pessoas a bordo.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) confirmou que o avião que levava a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas atingiu um cabo de uma torre de energia no município de Caratinga antes de cair. A queda da aeronave matou as cinco pessoas a bordo – além da artista de 26 anos, viajavam o produtor Henrique Ribeiro, o tio e assessor de Marília, Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto e o copiloto do avião, que não tiveram os nomes divulgados. Marília faria um show em Caratinga nesta sexta, 5, e vinha de Goiânia para a cidade mineira. As causas para o acidente ainda começarão a ser investigadas pela Aeronáutica e a colisão com os cabos é um dos fatores a ser averiguado.

Testemunhas que estavam próximas ao local já haviam relatado que viram o avião bater em cabos de transmissão de energia. Além de confirmar os relatos, a Cemig também lamentou o acidente e ofereceu solidariedade à família dos mortos. O avião era um bimotor King Air da Beech Aircraft, fabricado em 1984, e tinha a situação regular na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A aeronave caiu em uma cachoeira a dois quilômetros da pista onde faria o pouso, segundo informou a Polícia Militar mineira. A aeronave tinha capacidade para 4,7 mil quilos e podia levar até 6 passageiros.

Fonte: JP Notícias