Nenhum caso positivo confirmado da doença foi registrado na América Latina até o momento.

O Ministério da Saúde da Argentina informou neste domingo, 22, que detectou o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos na sua capital, Buenos Aires. Nenhum caso positivo confirmado da doença foi registrado na América Latina até o momento. De acordo com o comunicado, o caso suspeito é o de um morador da capital que viajou recentemente para a Espanha. A pessoa está em boas condições de saúde e foi isolada enquanto os testes estão sendo realizados, acrescentou o governo.

A notícia da Argentina chega em meio à crescente preocupação com o vírus Monkeypox, que vê um crescimento de casos na Europa e na África, principalmente a partir do contágio por fluidos corporais, em contatos diretos e sexuais. Também neste domingo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que, até o sábado, 21, havia 92 casos da doença confirmados no mundo e outros 28 suspeitos. A maioria dos casos estão na Europa, mas também no Canadá, Estados Unidos e Austrália.

O Ministério da Ciência e da Tecnologia do Brasil criou uma câmara técnica para acompanhar o avanço da Varíola dos Macacos em outros país, bem como o avanço dos sintomas, já que essa é um doença nova em países de fora da África. O grupo deve ficar atento à possibilidade confirmação do caso suspeito no país vizinho.

 

 

 

Fonte: JP Notícias