Na intenção de fomentar a área no país, ministro argentino estuda oferecer descontos e até gratuidade em passagens aéreas.

Na intenção de fomentar o turismo após a pandemia causada pela Covid-19, o governo da Argentina estuda oferecer passagens 100% gratuitas para turistas estrangeiros que desejarem passar alguns dias no país. Atualmente com as fronteiras fechadas, a nação sul-americana tem analisado a situação da variante Delta para um possível reabertura, com foco na retomada das atividades.

O projeto tem sido estudado pelo ministro do turismo e dos esportes do país, Matías Lammens, e pode beneficiar até 100 mil visitantes, entre brasileiros, chilenos e uruguaios, a partir de outubro. “O mundo terá uma explosão de demanda e a Argentina deverá ser agressiva ao procurar por estes turistas”, alegou Lammens ao canal de televisão LN+.

“Tem que haver incentivo. Passagens não são dadas. A Inprotur [órgão público-privado do país que fomenta o turismo] as compra da Aerolíneas e as dá desconto aos turistas que virão por quatro ou cinco noites”, pontuou. Ainda em estágio inicial, a ideia precisa ser aprovada, mas já conta com o apoio de setores que foram diretamente afetados pela pandemia, como o hoteleiro e o gastronômico.

A expectativa é dar um boom na economia caso ocorra uma retomada turística ainda no final deste ano. A ideia do governo argentino é investir cerca de 34 pesos a cada 1 dólar gasto por turistas que comprovem, pelo menos, quatro dias de estádia no país.

Além disso, junto ao projeto que garante descontos nas passagens, o governo também analisa bônus para hospedagem. “Temos pensado em um plano em que possamos dar algum estímulo ao turismo regional. 65% de todos os turistas estrangeiros vêm de países vizinhos”, afirmou o ministro do turismo em entrevista à rádio Miter.

Fonte: Metrópoles