O medicamento experimental que contém anticorpos contra o coronavírus será testado no tratamento de pessoas com a infecção.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu, nesta quarta-feira (24/3), anuência para que o Instituto Butantan inicie os ensaios clínicos com o soro anti-Covid que vem desenvolvendo. Na prática, a agência reguladora autorizou que o instituto comece a aplicar o medicamento experimental em humanos dentro de um protocolo de pesquisa.

O soro, produzido a partir da inoculação do Sars-CoV-2 inativado em cavalos, é destinado ao tratamento de pacientes que estão enfrentando a infecção. Enquanto os imunizantes estimulam o organismo a fabricar anticorpos que reagem ao agente infeccioso para bloqueá-lo, o soro entrega os anticorpos prontos para que o vírus seja combatido durante a doença.

De acordo com a Anvisa, a autorização para a realização da pesquisa foi condicionada a um Termo de Compromisso que prevê a entrega de informações complementares. A Anvisa formalizará as pendências em um ofício a ser enviado ao Butantan, o que foi acordado entre as duas partes.

Fonte: Metrópoles