De acordo com a marca Ferrero, que produz os chocolates, a contaminação por salmonela não atinge produtos vendidos no Brasil.

Em nota publicada na noite de quarta-feira (13/4), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que acompanha os casos de contaminação por bactéria em chocolates Kinder fabricados na Europa.

O órgão informou que recebeu alerta internacional divulgado pela Rede Internacional de Autoridades de Segurança Alimentar (Infosan), que comunicou surto de salmonela typhimurium em chocolates da marca.

Na semana passada, a Ferrero passou a fazer parte de uma investigação no Reino Unido após suspeitas de que os chocolates estejam contaminados pela bactéria salmonela.

No total, 57 pessoas, em sua maioria crianças de cinco anos de idade ou menos, adoeceram. Desde então, alguns lotes do popular Kinder Ovo estão sendo recolhidos no Reino Unido para evitar que o problema se agrave.

Em comunicado enviado à Anvisa, a empresa afirmou que iniciou o recolhimento dos produtos, que foram fabricados na Bélgica, em todos os países de destino. No entanto, de acordo com a marca, a contaminação não atinge produtos vendidos no Brasil.

Para prevenir possíveis contaminações, a Anvisa recomendou que consumidores verifiquem os dados do fabricante no rótulo do produto. De acordo com a agência, os produtos recolhidos internacionalmente são os fabricados por: Ferrero Ardennes S.A – Rue Pietro Ferrero, 5 Arlon 6700 Belgium.

Produtos Kinder fabricados nessa fábrica são:

Kinder Surprise Maxi 100 g;

Kinder Surprise 1 x 20 g;

Kinder Surprise 3 x 20 g (60 g);

Kinder Surprise 4 x 20 g (80 g);

Kinder Schokobons WHITE 200 g;

Kinder Schokobons 200 g;

Kinder Schokobons 125 g;

Kinder Schokobons 300 g;

Kinder Mix Peluche 133 g;

Kinder Mix Advent Calendar 127 g;

Kinder Mini Eggs Hazelnut 100 g;

Kinder Mini Eggs Mix 250 g;

Kinder Happy Moments 162 g.

Com informações do site Metrópoles