A youtuber se revoltou com o desabafo de Juliette sobre o pedido para neutralizar seu sotaque na dublagem de um filme.

Desafeto de Juliette Freire, Antônia Fontenelle resolveu dar sua opinião sobre o desabafo feito pela ex-BBB após pedido para neutralizar seu sotaque na dublagem de um filme. “Ela insiste em ser atriz, cantora e sei lá o que, mas sem estudar. Ela e sua mania de acusar todo mundo de xenofobia. Inclusive ela me arrumou um problema muito grande por causa dessa palhaçada dela”, começou a youtuber.

“Ela foi fazer um teste de dublagem, pra fazer um filme com projeção internacional e, chegando lá, pediram pra ela neutralizar o sotaque, mais do que normal. E ela foi acusar a produção de xenofobia. Querida, deixa eu te falar uma coisa: Susana Vieira é carioca e ela fez a Maria do Carmo, que é nordestina. Quando pediram pra ela fazer sotaque de nordestina, você acha que ela foi acusar o Aguinaldo Silva ou os diretores da novela de xenofobia?”, perguntou.

Vídeo:

https://www.instagram.com/reel/CeysNR4jSPh/?igshid=YmMyMTA2M2Y=

Fontenelle finalizou o vídeo  com falas agressivas, sugerindo que Juliette não estudou o suficiente para ocupar o lugar em que está.  “Eu queria lhe pedir que te manca, vá estudar e pare de ficar acusando as pessoas de xenofobia. Existe uma coisa chamada personagem, perfil de personagem, que é importante que você entenda. O sotaque era nordestino? Não, não era! Porque se fosse, não teriam pedido pra você neutralizar. Isso não tem a ver com xenofobia, querida. Isso tem a ver com arte, coisa que você desconhece, porque você quer passar na frente, quer furar fila. Vai estudar, garota. Pé no saco, isso que você é”, finalizou Antônia Fontenelle.

Fontenelle foi acusada de xenofobia por Juliette

A relação conflituosa de Antônia Fontenelle e Juliette começou no ano passado, quando a youtuber foi acusada de xenofobia nas redes sociais, após usar o termo paraíba como algo pejorativo, para se referir a DJ Ivis, acusado de agredir a mulher Pamella Holanda.

Juliette Freire foi uma das primeiras a se pronunciar e repreender Fontenelle. “Essa não é a primeira vez que eu escuto alguém usar o termo ‘paraíba’ de forma pejorativa. Paraíba é o estado, nós somos paraibanos. Se você quer usar um termo ruim, use agressor, criminoso”, sugeriu a ex-BBB na época.

Com informações do site Metrópoles